Trecho do documentário "Vegano Periférico" (Divulgação)

No Dia Mundial do Veganismo, no último domingo (1º), a Mídia Ninja e a Xepa Ativismo, em parceria com a produtora Habitat Filmes, lançaram o documentário “Vegano Periférico” no YouTube. Filme conta a história dos irmãos Leonardo e Eduardo Luvizetto, responsáveis pelo perfil Vegano Periférico no Instagram, que hoje está com cerca de 340 mil seguidores.

A página dos irmãos ganhou alcance nas redes por abordar o veganismo do ponto de vista político e popular. Os dois cresceram no bairro Parque Itajaí, em Campinas, e através da página contam suas experiências como veganos em um ambiente de periferia e baixa renda. Com isso, a proposta do perfil é tornar o tema acessível para todos.

Para os irmãos, a alimentação industrializada é um dos fatores que contribui com o afastamento de pessoas de baixa renda da discussão sobre veganismo. “A pessoa não pensa que ela pode substituir a proteína da carne com uma proteína vegetal e barata, ela acaba olhando para o industrializado vegano com preços altos”, afirma Eduardo.

“O veganismo deve vir da base, da massa social, só assim será possível mudar o sistema de exploração animal em que vivemos”, completa. As informações são do Mídia Ninja.

O filme é dirigido por Rauany Nunes e foi produzido durante 1 ano e 7 meses. Ruany destaca a importância do documentário ter sido feito de forma independente, desde a sua concepção à pós-produção, para que o modelo de criação se assemelhe à mensagem do documentário.

“Eu queria ter uma relação próxima do projeto e dos meninos, porque se tivéssemos aceitado uma parceria com uma grande empresa, uma super produção com vários envolvidos externos, um monte de equipamento de luz e gravação, como é que os entrevistados e a mensagem iriam se apresentar? Isso foi uma questão muito importante para mim, que eles estivessem confortáveis e que isso se refletisse durante a produção”, conta.

Além de narrar a história dos irmãos, o documentário também traz entrevistas com familiares de Leonardo e Eduardo, agricultores da horta orgânica do bairro Parque Itajaí em Campinas, e voluntários do santuário de acolhimento animal Terra dos Bichos.

Confira: