Foto: Instagram/ @emiliano.davila

O ator Emiliano D’Ávila abriu um restaurante vegano em São Paulo. O Vegamo, localizado no Itaim Bibi, é uma sociedade com a irmã, Joana, e traz a proposta de oferecer comida boa e livre de crueldade.

Em entrevista ao F5, Emiliano afirmou que o restaurante é uma forma de ativismo, para ele. “Depois que virei vegano, fiquei com vontade de reverberar essa causa –é importante as pessoas verem que isso é possível e prazeroso. Sabemos que ter uma experiência ruim com uma comida vegana pode ser desastroso”, disse.

Emiliano se tornou vegano há cerca de três anos, e diz que a transformação foi desencadeada por documentários como Cowspiracy e por conversas com a namorada, Natália Rosa. “Comia carne naturalmente por entender que isso fazia parte da natureza. Tive que rever todo o hábito de uma vida, perceber que a educação alimentar que eu tinha tido era uma balela. Puro marketing, pura indústria da carne. E percebi o quão mal eu estava fazendo para mim, para o meio ambiente e para os animais.”

Segundo ele, o restaurante busca oferecer aos clientes uma boa experiência com a comida vegana. “Eu me coloquei no papel do cliente, porque não há nada mais importante do que ele sair do restaurante satisfeito e gostando do que comeu”, explicou. O cardápio de restaurante é variado e apresenta opções de pratos tradicionais na versão sem carne, como feijoada, hambúrguer, macarrão à carbonara e strogonoff de cogumelos. Para muitos dos pratos são utilizadas versões vegetais de carnes como linguiça e torresmo. Além disso, vende produtos para levar para casa e versões congeladas dos alimentos para delivery.

“Hoje tenho uma consciência muito tranquila e feliz por não participar de nenhuma forma de sofrimento animal. Tenho muito orgulho dessa minha tomada de lucidez. E em relação à saúde, eu percebo um benefício grande principalmente na digestão, que se tornou mais fácil. Eu me sinto mais leve depois de uma grande refeição”, disse Emiliano em relação ao seu estilo de vida. “O veganismo não é só uma dieta, é uma filosofia de vida, um comportamento de consumo e um ato político que necessita a mudança também no vestiário e no entretenimento, por exemplo. Não vamos a zoológicos, a eventos de rodeio, a aquários e parques. Não usamos lã e nem nada de couro. É um hábito muito enraizado nas pessoas, por isso a mudança de fora para dentro é importante – e mais difícil.”

Joana também adotou o veganismo após abrir o restaurante. Como Emiliano continua morando no Rio de Janeiro, devido aos trabalhos como artista, quem administra o Vegamo, durante a maior parte do tempo, é a irmã. Ambos consideram São Paulo uma cidade mais promissora para o negócio, mas Emiliano diz não considerar abandonar a carreira como ator. “Virei sócioempreendedor do empório principalmente pela causa vegana, mas nunca vou deixar de ser artista.”

Serviço:
Restaurante Vegamo: Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 1113 – Itaim Bibi, São Paulo