Foto: Facebook/ Conveniência Vegana

P U B L I C I D A D E

O número de restaurantes veganos mais do que quadruplicou no último ano na Região Metropolitana de Campinas. Dados da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic) indicam que, entre 2018 e 2019, o número de estabelecimentos desse tipo na região subiu de 8 para 38. Isso representa um crescimento de 475%. O número de restaurantes vegetarianos também aumentou, mesmo que em menor escala. Em 2018, eram 32 e, em 2019, 57, o que indica um crescimento de 44%.

O economista da Acic, Laerte Martins, afirmou ao jornal Correio que, nos últimos anos, o movimento vegano passou a ter uma divulgação muito maior e consequente aceitação por parte do público, o que leva ao crescimento do número de adeptos e interessados. “O mercado também começou a enxergar nessas pessoas um público-alvo interessante a ser explorado”, disse.

P U B L I C I D A D E

Karen Arroyo é proprietária da loja Conveniência Vegana, na região, e explica que servir o menu à la carte do seu restaurante é uma tentativa de aproximar a culinária vegana da tradicional e atrair mais clientes. “O vegano tem uma grande dificuldade para convencer outras pessoas a comer em um restaurante vegano. Mas, se a comida servida for parecida com a de um restaurante convencional, fica mais fácil de incentivá-los a experimentar”, explicou, também ao Correio.

Já Maria Castellano, dona do estabelecimento COMO? Espaço Educador Vegano, explicou que o local surgiu como um espaço cultural voltado para eventos e venda de lanches veganos. Contudo, aos poucos os clientes demonstraram a demanda pelo serviço de almoço, que logo foi implementado. Ela afirma que o veganismo vem ganhando espaço não apenas em ambientes específicos, mas também nos tradicionais: “Hoje, vários restaurantes que não são veganos estão procurando incluir em seus cardápios opções veganas, porque perceberam que, com o crescimento desse estilo de vida, é preciso se adequar a essa realidade”.

P U B L I C I D A D E