Reprodução

P U B L I C I D A D E

Dezenas de celebridades brasileiras e norte-americanas, incluindo o ator Leonardo DiCaprio, a cantora pop Katy Perry e Gilberto Gil, divulgaram uma carta nesta terça-feira (20) pressionando o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, a não fechar nenhum acordo ambiental com o presidente Jair Bolsonaro.

“Instamos seu governo a ouvir nosso apelo e não se comprometer com nenhum acordo com o Brasil neste momento”, disseram as celebridades no texto. “Nós nos juntamos a uma coalizão crescente para estimular seu governo a rejeitar qualquer acordo com o Brasil até que o desmatamento seja reduzido, os direitos humanos sejam respeitados e a participação significativa da sociedade civil seja alcançada”, completou a carta.

P U B L I C I D A D E

Os signatários do documento também incluem os atores Joaquin Phoenix, Mark Ruffalo, Rosario Dawson, Uzo Aduba, Sigourney Weaver, Jane Fonda, Alec Baldwin e Orlando Bloom, bem como Caetano Veloso e o músico Philip Glass.

Na semana passada, Bolsonaro enviou uma carta ao mandatário estadunidense se comprometendo com o fim do desmatamento ilegal no Brasil até 2030. O presidente brasileiro disse ainda que, para isso, está disposto a ouvir organizações não governamentais (ONGs), que fazem parte do terceiro setor.

P U B L I C I D A D E

No texto, Bolsonaro também admite o aumento das taxas de desmatamento, mas diz que a tendência ocorre desde 2012, quando Dilma Rousseff (PT) estava na Presidência. Contudo, a destruição da floresta amazônica se intensificou com a eleição do ex-militar, cujo governo enfraqueceu políticas de proteção ambiental.

Com o mesmo intuito de fazer um alerta ao presidente norte-americano, a Associação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) lançou um vídeo em inglês endereçado a Biden cobrando que o mandatário ignore as investidas de Bolsonaro. Além disso, na semana anterior, cerca de 200 entidades da sociedade civil enviaram uma carta ao presidente norte-americano criticando as negociações a portas fechadas com o presidente brasileiro.

Com informações da Reuters

P U B L I C I D A D E

Luísa Fragão
Jornalista e estudante de Ciências Sociais na FFLCH-USP. Vegetariana desde os 16 anos. Acredita que a vida sem crueldade animal é muito mais ética, sustentável e saudável. É subeditora do Portal Veg.