Reprodução

P U B L I C I D A D E

Por Marcelo Hailer

Aconteceu na manhã desta quinta-feira (22) a Cúpula do Clima, que foi convocada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Sem explicar como, todos os líderes representantes das maiores economia prometeram reduzir a emissão de gases e transição radical para uma economia verde. Porém, nenhum dos governantes explicou como tais promessas serão cumpridas.

P U B L I C I D A D E

China promete igualdade na transição ambiental

O presidente da China, Xi Jinping, afirmou que a China vai começar a baixar suas emissões de gases poluentes antes de 2030 e que tem por objetivo atingir a neutralidade em carbono até 2060.

P U B L I C I D A D E

“Montanhas verdes são montanhas de ouro. Proteger o ambiente é proteger a produtividade, e melhorar o ambiente significa acelerar a produtividade. A verdade é simples assim”, disse Jinping.

Assim como o presidente dos EUA, o líder chinês afirmou que é preciso dar início a uma transição para uma economia mais limpa e disse que os países mais ricos precisam ajudar os mais pobres nessa transição.

“Temos que entregar igualdade e justiça social nesta transição ambiental. A China se comprometeu a passar do pico do carbono para a neutralidade de carbono em um período de tempo muto mais curto do que o necessário para muitos países desenvolvidos, e isso requer esforços extraordinariamente árduos da China”, disse.

Premiê do Japão diz que políticas climáticas vão estruturar a economia no futuro

O premiê do Japão, Yoshigide Suga, declarou na Cúpula que as políticas climáticas devem ser tornar a base futura da economia.

“A resposta às mudanças climáticas não é mais uma limitação à nossa economia. Ao contrário, será a força motriz por trás do crescimento dinâmico de longo prazo, não apenas para o Japão, mas também para o mundo inteiro”, disse o premiê do Japão.

Primeiro-ministro da Índia diz que a energia limpa é o foco de seu governo

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, declarou na Cúpula que o seu governo tem por objetivo, nos próximos dez anos, converter toda a economia de seu país para a energia limpa.

“Na Índia estamos fazendo a nossa parte. Temos um objetivo de alcançar [uma capacidade instalada] de 450 MW de energia renovável para 2030. Esse é o nosso compromisso. Temos dados muitos passos grandes em eficiência energética, reflorestamento e biodiversidade”, disse Modi.

Boris Johnson promete cortar emissões de carbono em 78% até 2035

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, declarou em seu discurso que o objetivo de seu país é cortar as emissões de carbono em até 78% até 2035. Tal meta antecipa em quase 15 anos a anterior e, assim como dito pelos outros líderes, afirmou que a economia passará por uma reestruturação.

“É vital para todos nós mostrarmos que não se trata apenas de uma promessa cara e politicamente. Trata-se de crescimento e empregos”, disse o primeiro-ministro britânico.

P U B L I C I D A D E