Conheça 10 famosos vegetarianos ou veganos que são ativistas da causa

Seja pela questão ambiental ou por compaixão aos animais, personalidades influenciam milhões de pessoas

P U B L I C I D A D E

Nesta semana o surfista Gabriel Medina declarou que se tornou vegetariano. “Hoje eu vejo a carne não como carne, mas como um animal. Então resolvi parar de comer e me sinto muito bem”, disse o campeão do mundo de Surfe. De uns tempos pra cá é cada vez maior o número de influenciadores e celebridades que fazem como Medina. Confira uma lista de personalidades que se tornaram ativistas.

Gabriel Medina

(Foto: Instagram/@gabrielmedina)

P U B L I C I D A D E

Em seus stories no Instagram, Gabriel Medina disse que assistiu ao documentário Thrive e ficou impressionado com a cena de uma vaca buscando fugir no momento que foi levado ao matadouro. “Ela sabia que iria morrer. Resolvi parar de comer carne e me sinto muito bem”, disse o atleta. Nas redes sociais, dizem que a influência veio de sua namorada, a modelo Yasmin Brunet, que é ativista pelos animais.

Yasmim Brunet

(Foto: Instagram/@yasminbrunet1

P U B L I C I D A D E

Vegetariana, Yasmin é defensora da causa animal. Ela chegou a ministrar um curso sobre vegetarianismo e veganismo junto com a nutricionista Luna Azevedo. “Sabemos muito bem que não podemos pedir compaixão sem primeiro ter por todos, seja humano ou animal. Peço que você abra seu coração para a empatia, um sentimento humano tão lindo mas que vamos perdendo ao longo da vida”, disse ela, quando participou de um protesto no Dia Internacional do Direito dos Animais, em 2017.

Felipe Neto

(Foto: Instagra,/@felipeneto)

O youtuber Felipe Neto, um dos mais famosos do Brasil, teve um contrato de publicidade no valor de 470 mil reais cancelado após anunciar que se tornou vegetariano. Ele também fechou uma rede de coxinhas. “Tinha opção de cumprir o contrato e só anunciar minha mudança depois, mas decidi que já tinha sido hipócrita por tempo demais consumindo carne, mesmo sabendo das consequências”, escreveu ele no Twitter.

Neto anunciou que iria deixar de consumir carnes em protesto contra os desmatamentos da Amazônia, já que grandes áreas de floresta são derrubadas para dar lugar à pecuária e à plantação de soja para ração de animais

Xuxa

(Foto: Instagram/@xuxamenegheloficial)

A eterna “rainha dos baixinhos” tornou-se uma das principais ativistas pelo veganismo. “Pro futuro ser melhor, precisamos mudar nosso presente, o meio ambiente sofre, os animais sofrem e o ser humano está mais doente. A energia da morte está nas nossas vidas, mude, reflita e escolha tirar os bichos do seu prato”, diz ela, que em 2019 protagonizou uma campanha pelo fim dos testes em animais.

Joaquin Phoenix

(Foto: Instagram/ @joaquinphoenixactor)

O ator Joaquin Phoenix, último ganhador do Globo de Ouro de Melhor Ator pelo seu papel no filme “Coringa” é uma personalidade importante no ativismo vegano há anos, e tem se mostrado constantemente ativo na luta pelos animais. “Estes são tempos muito terríveis e senti que precisava fazer algo. Temos uma responsabilidade pessoal de agir neste momento. Uma maneira de mitigar as mudanças climáticas é ajustando nosso consumo e adotando uma dieta à base de plantas. Sinto que às vezes isso não é discutido o suficiente”, disse o ator.

Paul McCartney

(Foto: Instagram/@paulmccartney)

O ex-beatle de 78 anos pediu de aniversário, em junho de 2020, que as pessoas abandonassem o consumo de carne. Ativista, ele afirmou: “Tudo que eu sempre quis de aniversário é a paz na Terra, incluindo para os animais. É por isso que neste ano, eu estou pedindo aos fãs que assistam a um vídeo que eu fiz para a PETA, intitulado ‘Glass Walls’ [‘Paredes de Vidro’]. Nós o chamamos assim porque se os abatedouros tivessem paredes de vidro, quem iria querer comer carne?” Em uma entrevista à revista norte-americana Wired, ele afirmou não ser vegano porque come queijo.

Lewis Hamilton

(Foto: Instagram/@lewishamilton)

Campeão das últimas cinco temporadas da Fórmula 1, o piloto Lewis Hamilton credita boa parte do seu sucesso ao veganismo. “Em última análise, você quer se sentir bem. Você quer ter energia, para ser consistente. Você não quer ter grandes oscilações, altos e baixos em seus níveis de energia. O veganismo erradicou isso”, disse, à revista GQ, ele que é dono de um restaurante vegano chamado Neat Burger, em Londres.

Greta Thunberg

(Foto: Instagram/ @leonardodicaprio)

A ativista ambiental sueca se tornou vegana por conta do impacto da pecuária no planeta. Ela também decidiu que não faria mais viagens de avião por conta das emissões de carbono geradas. E ela convenceu seus pais a adotarem o veganismo. “Eu os fiz se sentirem tão culpados, eu continuava dizendo a eles que estavam roubando nosso futuro e que eles não podiam defender os direitos humanos enquanto viviam esse estilo de vida, então eles decidiram mudar. Meu pai é vegano, já minha mãe, ela tenta – ela é 90% vegana.”

Leonardo DiCaprio
O ator, vegano e ativista ambiental, recentemente, usou suas redes sociais para promover o hambúrguer vegetariano Beyond Burger, da Beyond Meat. “O Beyond Burger, baseado em plantas, usa 99% menos água, 93% menos terra, gera 90% menos emissões de gases de efeito estufa e usa quase 50% menos energia do que o necessário para produzir um único hambúrguer de carne bovina dos EUA”, diz ele que é investidor da marca.

Elliot Page

(Foto: Instagram/@elliotpage)

Ator canadense transgênero de “The Umbrella Academy” e da saga “X-Men” é ativista pelo veganismo, além de lutar pelos direitos LGBTQIA+. Em 2018, Page aderiu ao movimento #EleNão, de oposição à candidatura do presidente eleito Jair Bolsonaro (sem partido). Isso porque dois anos antes, em 2016, ele havia entrevistado o então deputado federal para a série de documentários “Gaycation”, sobre a cultura LGBT ao redor do mundo. “Eu sou gay, então o sr. acha que eu deveria ter apanhando quando criança?”, questionou. Antes de

P U B L I C I D A D E

Dri Delorenzo
Jornalista, vegetariana desde criança quando descobriu que carnes, na verdade, eram animais mortos. Cresceu ouvindo as perguntas "mas o que você come" e "como você substitui". Hoje fica muito feliz com o crescimento do veganismo. É editora do Portal Veg.