Reprodução

A ativista Luisa Mell foi amplamente criticada nas redes sociais nesta quarta-feira (3) por uma publicação no perfil de sua loja no Instagram que traz a frase “Toda Vida Importa”, em apoio aos direitos dos animais. A frase, no entanto, faz referência à hashtag “Vidas Negras Importam”, que tem sido utilizada ao longo desta semana em luta contra o racismo.

A ativista também foi criticada pelo momento de divulgação da publicação, que ocorre em meio aos protestos contra a morte de George Floyd, homem negro que foi assassinado pela polícia em Minneapolis, nos Estados Unidos, na semana passada.

“Se for para se posicionar sendo desonesta e irresponsável, é melhor ficar em silêncio”, disse uma internauta no Twitter. “Usa o ativismo vegano para ser racista”, comentou outra.

Horas depois, a ativista se pronunciou em entrevista ao UOL e disse ter ficado revoltada com as críticas: “Chega a ser vergonhoso. Eu sempre me posiciono. Só porque eu acho que a vida dos animais importa, a dos negros importa menos? Nada a ver. Muito pelo contrário. Gente, olha o cara da Fundação Palmares, olha o presidente racista que colocaram no poder. E não eu, que sempre estou a favor de todos os movimentos sociais”.

Mell disse ainda que pediu para a agência responsável por gerenciar a página de sua loja segurar o post para evitar problemas com o movimento negro. Ela afirmou que não sabia da publicação, porque o perfil da loja na rede social teria sido hackeado nesta terça-feira (2).

Confira: