Maionese vegana de alunos do Ceará (Foto: Centec)

Alunos do curso superior de Tecnologia em Alimentos da Faculdade de Tecnologia Centec, do Cariri, no Ceará, desenvolveram uma maionese vegana à base de coco verde. O desafio foi proposto aos alunos pela professora Natasha Monteiro, que leciona a disciplina “Análise Sensorial”.

De acordo com Davidson Ferrer, um dos responsáveis pela maionese, o processo de fabricação é o mesmo do produto tradicional, que é à base de ovo, mas com a utilização do sal negro, um ingrediente indiano feito com uma combinação de ervas.

“Sabemos que há o risco de contaminação por salmonela com o ovo cru, por isso, fizemos um teste com o sal negro, encontrado em casas de produtos naturais e deu super certo. Ele é utilizado numa quantidade mínima e exala um cheiro forte no início, pela liberação de enxofre, mas na medida em que a homogeneização vai ocorrendo, ele perde esse cheiro e dá a textura necessária”, explica Davidson.

A receita de Davidson, Luan Figueiredo e Kelvia Leal também leva suco de limão e azeite. Além do benefício de ser vegano, o produto também tem baixo teor de gordura e não tem glúten. Além disso, os alunos garantem que o sabor é “surpreendente”.

“A professora ficou muito animada com o resultado que apresentamos na sala e nos estimulou a seguir com esse projeto. Vamos continuar o desenvolvimento da maionese neste semestre e fazer as análises fisico-químicas, microbiológicas e o valor nutricional. Esperamos apresentar um produto mais maduro na Expocrato e na Feira do Conhecimento deste ano e fazer com que ele chegue ao mercado e até as pessoas”, torce Davidson.