Reprodução

Jair Bolsonaro exonerou nesta quarta-feira (3) o major Olivaldi Borges Azevedo do cargo de diretor de Proteção Ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), depois que ele desencadeou uma megaoperação para combater o garimpo ilegal em três terras indígenas no interior do Pará.

A operação conduzida por Azevedo, que é major da PM de São Paulo, tinha como objetivo impedir que invasores transmitissem o coronavírus aos indígenas e foi mostrada pelo Fantástico, da TV Globo, no último domingo (12), o que teria desagradado Bolsonaro.

Em um dos trechos da reportagem, um dos invasores da terra indígena Apyterewa diz que se sentiu estimulado a entrar na área “com aquele conversa que saiu do governo federal, do ministro, de redução de 5% das terras indígenas”.

As informações são de Rubens Valente, no portal Uol.