Reprodução/Redes Sociais

P U B L I C I D A D E

Duas cachorras foram colocadas para adoção em Sertãozinho, no interior de São Paulo, após os donos morrerem de Covid-19. A casa onde a família morava será desocupada e, com isso, Blue e Babalu vão precisar de um novo lar. Os detalhes da adoção foram compartilhados pela Organização Não Governamental (ONG) Adote Pet Sertãozinho.

“Infelizmente essas duas ‘doguinhas’ ficaram órfãs, perderam seu papai e mamãe para a Covid-19 em menos de um mês. A casa onde moravam era alugada e precisa ser desocupada! São ‘doguinhas’ porte pequeno!”, informou a página no último sábado (1º).

P U B L I C I D A D E

O filho do casal, o psicólogo Ronaldo Ferreira Batista, contou ao G1 que os pais morreram em fevereiro e em março. Natalina de Fátima Aparecida, de 59 anos, trabalhava como cuidadora de idosos. O marido, José Teófilo Ferreira Batista, era aposentado. Morreu 12 dias após a esposa, em 8 de março.

O filho do casal vai até a casa onde os pais viviam duas vezes ao dia para alimentar as cachorras, mas diz que não pode adotá-las. Ele vive em apartamento e afirma que não há espaço para abrigá-las. O psicólogo tem esperança de que os animais sejam acolhidos por um novo tutor em breve.

P U B L I C I D A D E

Luísa Fragão
Jornalista e estudante de Ciências Sociais na FFLCH-USP. Vegetariana desde os 16 anos. Acredita que a vida sem crueldade animal é muito mais ética, sustentável e saudável. É subeditora do Portal Veg.