Foto: freeimages.com

Uma pesquisa da Faculdade de Ontário, no Canadá, revelou que 35% das pessoas que possuem animais consideram alimentá-los com uma dieta vegana. A pesquisa levanta a polêmica sobre a adequação de dietas veganas e vegetarianas para animais de estimação, e evidencia a realidade de crescimento desse mercado. Cada vez mais, um número maior de pessoas e empresas buscam comprar e oferecer produtos veganos direcionados para os pets.

A pesquisa, publicada pela revista acadêmica Plos One, consultou 3670 donos de animais ao redor de todo o mundo. O número de veganos consultados foi de 6% e, dentre eles, 27% já adotou essa dieta para os animais. Com a quantidade de veganos e vegetarianos crescendo ao redor do mundo, esse número tende a aumentar. Para a maioria dos adeptos do movimento, não faz sentido viver de acordo com esses princípios e criar um animal de outro jeito.

Nesse contexto, o número e o faturamento de empresas que oferecem produtos para esse público vêm crescendo exponencialmente. A VegPet, uma das maiores vendedoras de produtos veganos para animais, faturou mais de 1 milhão de reais em 2017. Entretanto, apesar do número crescente de produtos disponíveis, as ofertas ainda são muito caras. Calcula-se que criar um animal numa dieta de base vegetal pode ser até quatro vezes mais caro do que criá-lo numa dieta comum. Um Kg de ração vegana, por exemplo, pode chegar a custar quase 200 reais.

É difícil fugir dos produtos industrializados devido à necessidade de manter uma dieta balanceada para os animais. Cães e gatos são alimentos onívoros, e a polêmica sobre os prejuízos de alimentá-los apenas com alimentos vegetais é grande. Por isso, é perigoso não utilizar as rações e petiscos industrializados, que muitas vezes têm suplementação de nutrientes para suprir as necessidades do animal. Ainda assim, a proposta não é muito bem vista por estudiosos e especialistas. Estudos afirmam que os gatos são animais essencialmente carnívoros e, por isso, seria impossível mantê-los numa dieta vegetal. Na Inglaterra, inclusive, fazer isso é contra a lei de proteção aos animais. Já quanto aos cachorros, a dieta vegetariana parece ser possível, mas exige cuidado e atenção. A Associação Brasileira dos Hospitais Veterinários (ABHV) recomenda a consulta a um veterinário de confiança antes de qualquer tipo de modificação.