Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (22), durante lançamento do canal AgroMais, da TV Bandeirantes, que a imagem do governo brasileiro no exterior em relação às políticas ambientais “não está boa” por causa da “desinformação”.

“Nós sabemos que nossa imagem não está boa lá fora por desinformação. E nós, ao lado da verdade, mostraremos ao mundo, o que realmente nós somos e o nosso potencial”, afirmou o presidente.

Durante o evento, Bolsonaro voltou a afirmar que o Brasil é o país que mais preserva o meio ambiente e que muitos países não preservaram “um palmo” de mata ciliar.

“A nossa locomotiva da economia fará eco no mundo e novas fronteiras se abrirão em nosso país. E nós em paz, em harmonia e com bom entendimento entre poderes, e todos focados no bem-estar da nossa população e nos anseios da mesma, temos certeza de que colocaremos o Brasil no lugar de destaque que ele merece”, disse.

O desmatamento na Amazônia atingiu um novo recorde em 2019, primeiro ano de governo Bolsonaro, e aumentou mais 34% nos cinco primeiros meses de 2020, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Com isso, muitas empresas internacionais têm ameaçado diminuir os investimentos em produtos brasileiros, como carnes e grãos. De acordo com a Reuters, investidores já ameaçaram cortar mais de US$ 2 trilhões em ativos administrados, como o finlandês Nordea e a britânica Legal & General Investment Management (LGIM).