Foto: freeimages

O desmatamento para abertura de pastos devastou 1,1 milhão de hectares de floresta na Amazônia e Cerrado em 2018. A região de fronteira entre os dois biomas, que engloba os etados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, também responde por 88% do desmatamento associado às exportações de soja.

Os dados são da iniciativa Trase, criada pelas organizações Stockholm Environment Institute e Global Canopy. De acordo com a pesquisa, o desmatamento no país também está extramamente concentrado em poucas regiões.

O estudo diz que pouco mais da metade do desmatamento associado à exportação de commodities brasileiras está concentrada em 2% dos municípios produtores de carne e em apenas 1% deles no caso da soja.

De acordo com a Folha de S.Paulo, a pecuária no Brasil hoje acuma os títulos de maior exportadora de carne bovina e de maior responsável pelo desmatamento de florestas tropicais. Em 2017, as exportações de carne bovina foram associadas a 113 mil hectares de desmatamento.