Foto: Ellie Bullen/Divulgação/The Global Vegan: More Than 100 Plant-Based Recipes from Around the World

P U B L I C I D A D E

O The Fork, site de reservas e avaliações gastronômicas que atua na Europa, Austrália e América Latina, divulgou um estudo sobre o mercado da culinária vegana na Europa, em homenagem ao Dia Mundial do Veganismo. De acordo com o estudo, 40% dos europeus têm interesse no mercado vegano.

O interesse pela tendência da gastronomia vegana é maior entre as mulheres: 40% demonstram estar interessadas, contra 33% dos homens. Segundo os dados coletados, 15% dos europeus não sabem o que é o veganismo. Quanto à possibilidade de redução do consumo de carne no futuro, independente de adotar o veganismo, a proporção ficou de 56% das mulheres e 46% dos homens. 56% dos entrevistados já foram em um restaurante vegano, mas 74% têm interesse em experimentar algum no futuro. No entanto, 52% dos europeus esperam que todos os restaurantes ofereçam uma opção vegana no menu.

P U B L I C I D A D E

O estudo também avaliou os restaurantes veganos ou que oferecem opções veganas registrados no site, e o resultado foi que a Itália é o país com mais opções de restaurantes para os veganos. Lá, entre 2016 e 2019, o número de reservas em restaurantes veganos aumentou 26 vezes. No país, 22% dos restaurantes listados são veganos ou possuem opções para esse público. O ranking é preenchido pela Dinamarca (20%) e Bélgica (17%). No âmbito das cidades, a vencedora é Paris, que abriga 293 restaurantes, seguida por Barcelona, com 266 e Roma, com 264.

O Country Manager do The Fork em Portugal declarou que, no país,a culinária vegana tem sido cada vez mais procurada, e oferece várias opções interessantes. “Faz parte do compromisso do TheFork garantir aos utilizadores uma oferta vasta e diversificada e é nesse sentido que já disponibilizamos mais de cem restaurantes com opções vegan na nossa plataforma”, disse.

P U B L I C I D A D E