Foto: Instagram/ @anitta

Em live com o deputado federal Alessando Molon (PSB), a cantora Anitta afirmou que tem tentado diminuir o consumo de carne por conta da poluição que a criação de gado gera no meio ambiente. Sabe-se que os gases das vacas têm metano, gases que atuam aumentando o efeito estufa.

“Eu estava estudando isso hoje para poder me meter no assunto e eu vi que existe mais cabeça de gado do que cabeça de pessoa. E aí a gente vê como o nosso consumismo está sendo exagerado e desnecessário. Tem churrascarias, restaurantes, tudo o que a gente tem é oferecido de uma forma exagerada”, analisou a artista.

“Para se criar a quantidade de cabeças de gado, se gasta uma quantidade de água, que se as empresas estivessem pagando a água no valor que essa água deve ser paga, a carne não seria nesse valor, seria muito mais cara. E não teríamos o estímulo tão grande na agropecuária como tem hoje. Teria estímulo para produzir coisas da terra”, continuou.

A cantora afirmou que não se considera “100% vegana”, mas defende um consumo de carne reduzido e equilibrado. “Será que não seria melhor a gente fiscalizar a quantidade que está sendo produzida e vendida? É difícil esse tipo de mudança, porque as pessoas estão acostumadas com esse tipo de vida. Mas nenhuma mudança é fácil”, ponderou.