(Foto: Jo-Anne McArthur/We Animals)

P U B L I C I D A D E

O ator Joaquin Phoenix anunciou que é o produtor-executivo de um novo filme sobre direito dos animais e o conceito de senciência. O documentário Gunda conta a história de um porco e seus três companheiros: duas vacas e uma galinha.

A obra foi criada pelo cineasta russo Victor Kossakovsky. “Gunda é uma perspectiva fascinante sobre a senciência dentro de espécies animais, normalmente – e talvez propositalmente – escondida da nossa visão”, disse Phoenix ao Independent.

P U B L I C I D A D E

Phoenix afirmou ainda que considera o filme de grande importância social e artística. “Demonstrações de orgulho e reverência, diversão e bem-aventurança de um jovem porco; seu pânico, desespero e derrota total diante de truques cruéis, são validações de quão similarmente todas as espécies reagem e lidam com os eventos de nossas respectivas vidas.”

Ao jornal Screen Daily, Phoenix disse estar “profundamente comovido pelo filme” e o descreveu como uma “meditação visceral da existência” que ele espera que mude a maneira como as pessoas percebem a inteligência animal.

P U B L I C I D A D E

Ativista vegano

Vencedor do Oscar de Melhor Ator de 2020 pelo seu papel no filme “Coringa”, Phoenix é ativista pelos direitos dos animais. Em seu discurso, na premiação, defendeu a importância de se lutar pelos que não têm voz.

The Animal Planet

Phoenix também produziu o documentário The Animal People, que conta a história de seis ativistas veganos norte-americanos que foram taxados como terroristas pelo governo dos Estados Unidos. Eles participam do grupo Stop Huntingdon Animal Cruelty (SHAC), que liderou protestos contra a experimentação animal do laboratório Huntingdon Life Sciences.

Leia também:
Discurso de Joaquin Phoenix no Oscar traz críticas à exploração dos animais e do meio ambiente

“Senti que precisava fazer algo”, diz Joaquin Phoenix sobre ativismo pró-veganismo

P U B L I C I D A D E