Reprodução

P U B L I C I D A D E

Um projeto de lei que foi sancionado no ano passado e entrou em vigor neste domingo (6) obriga os hospitais do estado de Nova York a disponibilizar opções veganas a seus pacientes. O projeto foi apresentado pelo senador democrata Brad Hoylman e pelo membro da Assembleia de Nova York, Richard Gottfried.

A nova lei também exige que os hospitais listem as opções veganas em todos os seus materiais escritos e menus. O Comitê de Médicos pela Medicina Responsável (PCRM, em inglês), uma das organizações que apoiou o projeto, será responsável pelo suporte, recursos e treinamentos práticos para ajudar as equipes de culinária do hospital a fornecer as refeições.

P U B L I C I D A D E

“Esta lei oferece aos médicos uma possibilidade de aprendizado para discutir com os pacientes o poder de uma refeição à base de plantas, de forma a ajudar a prevenir e reverter condições como doenças cardíacas, diabetes e obesidade”, afirma Susan Levin, diretora de educação nutricional do Comitê de Médicos.

De acordo com dados do Departamento de Saúde de Nova York, pessoas com diabetes e doenças cardíacas são responsáveis ​​por 40% de todas as mortes no estado. Além disso, as principais comorbidades do Covid-19 em Nova York são hipertensão, diabetes e colesterol alto.

P U B L I C I D A D E

Especialistas defendem que uma dieta rica em frutas, vegetais e grãos, como é o caso da alimentação vegana, pode ajudar a combater doenças cardíacas, hipertensão, diabetes e câncer.

P U B L I C I D A D E