Ator Emiliano d'Avila é o embaixador da campanha

P U B L I C I D A D E

A Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) está veiculando nos metrôs e elevadores da cidade de São Paulo a campanha “Se você ama um, por que come o outro?”. O objetivo é levar as pessoas a pensarem por que amam alguns animais, como cães e gatos, e não se importam em comer outros, como porcos, galinhas e vacas.

Segundo a entidade, “mantidos distantes dos olhos da maioria dos brasileiros urbanos, animais incríveis e sensíveis acabam sendo condenados ao confinamento, separação forçada de membros familiares, mutilação e morte – coisas que qualquer um de nós com um mínimo de compaixão consideraria absolutamente inaceitáveis se víssemos com nossos próprios olhos”.

P U B L I C I D A D E

Já foram veiculados 140 painéis em três estações de metrô de São Paulo, com um alcance estimado de mais de 400 mil pessoas por dia. Também já foram 3,5 mil telas em elevadores de edifícios comerciais e residenciais.

“A nossa relação com os animais e aquilo que colocamos no prato são temas que dificilmente nos questionamos a respeito. São hábitos cotidianos que, muitas vezes, somos levados a acreditar que não têm relevância ou impacto no mundo. Mas tem. No fundo, todos queremos ser compassivos e justos com os animais, precisamos apenas de coragem e estímulo para rompermos com heranças culturais que nos cegam”, explica Ricardo Laurino, presidente da SVB.

P U B L I C I D A D E

Para o ator e roteirista Emiliano d’Avila, que é o embaixador da campanha, “levar ao metrô de São Paulo esse questionamento, que guarda um importante princípio ético, é um passo gigante na massificação dessa ideia. A compaixão pelos animais (não só os de estimação) é algo que todos devemos cultivar. E todos nós temos esse potencial de empatia, basta ser despertado”.

Saiba mais no vídeo abaixo:

P U B L I C I D A D E

Dri Delorenzo
Jornalista, vegetariana desde criança quando descobriu que carnes, na verdade, eram animais mortos. Cresceu ouvindo as perguntas "mas o que você come" e "como você substitui". Hoje fica muito feliz com o crescimento do veganismo. É editora do Portal Veg.