Algas marinhas utilizadas pela Akua / Divulgação

P U B L I C I D A D E

A startup norte-americana Akua iniciou a produção de hambúrgueres veganos feitos com algas marinhas. Além de inovar na matéria-prima, a criação não deve imitar o gosto ou textura da carne, como já foi feito por outras marcas.

Segundo reportagem da Época Negócios, para produzir os hambúrgueres, a Akua está comprando as algas de fazendas lideradas por mulheres na costa do Maine, nos Estados Unidos. O novo hambúrguer também inclui cogumelos, feijão preto, quinoa, tomate e proteína de ervilha.

P U B L I C I D A D E

Em entrevista à Fast Company, a cofundadora da marca, Courtney Boyd Myers, destacou os benefícios das algas marinhas tanto para a saúde quanto para o meio ambiente. Atualmente, a Akua já produz outros alimentos cuja base é a planta marítima, como massas e “snacks”.

“Se você pensar em sistemas alimentares com algas, não requer terra seca, água doce, fertilizante ou ração para crescer, então é o que se chama de alimento de entrada zero”, disse. Ela também destaca o incentivo econômico aos produtores de algas. “Esses pescadores começam a ganhar a vida sendo jardineiros oceânicos”, explica.

P U B L I C I D A D E

Hoje, a maioria dos hambúrgueres veganos são produzidos com proteínas vegetais, como ervilha, soja e grão-de-bico. Batata e outros legumes também são matérias-primas frequentes.

P U B L I C I D A D E

Luísa Fragão
Jornalista e estudante de Ciências Sociais na FFLCH-USP. Vegetariana desde os 16 anos. Acredita que a vida sem crueldade animal é muito mais ética, sustentável e saudável. É subeditora do Portal Veg.